expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Páginas

28 de jul de 2014

Resenha: O Teorema Katherine [1]


          Uma reunião de gargalhadas, matemática e desilusões amorosas, configuram o enredo de O Teorema Katherine, escrito por John Green, também autor do Best Selles A Culpa É das Estrelas. O livro mostra a história de Colin, um garoto prodígio, que busca comprovar o Teorema de Previsibilidade dos relacionamentos, pois quando se trata de garotas o tipo do Colin, não é físico, e sim literário, foram dezenove Katherines, quando ele e seu melhor amigo Hassan, resolveram “cair na estrada”, em busca do que seria o seu momento “eureca!”, onde tudo faria sentido, inclusive o teorema.
       Talvez o garoto prodígio de John Green, seria um Aquiles moderno, não queria apenas mente brilhante que prosseguiria n anonimato, mas sim, ter algo que pudesse deixar um legado, os rascunhos matemáticos que a todo o momento Colin esboça, deixa claro de uma maneira bastante cômica um dos seus objetivos.
            O livro surpreende o leitor com curiosidades que recheiam as notas de roda pé, são peculiaridades que vão de explicações matemáticas, comentários religiosos, biografias importantes de ex-presidentes dos EUA, até anagramas e curiosidades, como a descoberta da televisão. Colin é um personagem único ( e olha que ele sabia dizer isso em pelo menos 9 línguas) uma de suas peculiaridades era que com qualquer palavra ele conseguia fazer diversos anagramas.
        Ler John Green é surpreendentemente leve, um autor que consegue juntar tantos assuntos, informações e bobagens típicas da adolescência, em diálogos engraçadíssimos, sem ser clichê. Em resumo, é um livro muito fugging, para não ser lido.



Por Gabriela Barreto

Nenhum comentário:

Postar um comentário